Como eliminar a desmotivação da sua equipe?

Acordar para ir ao trabalho. Uma tarefa assim tão simples pode ser um sofrimento para milhares de pessoas que seguem essa rotina de segunda a sexta. A desmotivação no ambiente de trabalho prejudica a produtividade do funcionário e traz diversos problemas para a empresa, como atrasos no cronograma, faltas constantes e até mesmo erros graves que podem comprometer a credibilidade.

Uma pesquisa divulgada em 2014 pela revista Você S/A, 72, 4% dos brasileiros estão infelizes no trabalho. Dos 3.254 trabalhadores ouvidos (entre analistas e diretores, de 20 a 49 anos), 23,1% acreditam que falta valorização de talentos. Cerca de 80% dos desmotivados afirmaram não ter vontade de ir ao trabalho.

Tome uma atitude e reverta esse quadro

É fundamental que os líderes reconheçam rapidamente os motivos dessa insatisfação por meio de pesquisas de clima organizacional para obter constantes feedback dos colaboradores. Depois dessa análise inicial, é possível combater esse mal e elaborar algumas políticas para atingir resultados eficazes. Veja a seguir algumas dicas simples que podem alterar essa situação:

  • Realize uma pesquisa de clima organizacional para mensurar em quais áreas há problemas antes de tomar qualquer decisão;
  • Elabore um plano de cargos e salários baseado em competências e regras definidas pela empresa;
  • Procure se aproximar dos funcionários. Ao chegar no trabalho, dê bom dia, visite as mesas dos colaboradores e mostre-se acessível;
  • Dê feedback sobre a qualidade do trabalho do funcionário com frequência. Com a incerteza do seu desempenho, muitos profissionais se sentem inseguros. Sabendo onde precisam melhorar, as chances de se desenvolver na empresa aumentam, pois saberão o que precisa evoluir;
  • Seja flexível. Empresas que tentam ser mais amigáveis com horários e necessidades pessoais de seus funcionários tendem a conseguir melhores índices de motivação;
  • Implemente programas de formação, treinamentos, cursos de capacitação pessoal e profissional. O colaborador precisa sentir que não “é só mais um” para a empresa;
  • Torne o ambiente de trabalho agradável. Ninguém gosta de trabalhar em um clima pesado e desanimador;
  • Seja sempre educado, até mesmo ao chamar atenção por algum erro cometido;
  • Estimule um ambiente de colaboração e não de competitividade interna. Dessa forma, os profissionais tornam-se gratos pela ajuda recebida pelos colegas e relevam com mais facilidade possíveis conflitos;
  • Reconheça o bom desempenho dos funcionários e elogie quando achar conveniente para os demais. Sentir-se valorizado faz com que ocorra adesão no emprego. Pessoas valorizadas produzem com mais qualidade e responsabilidade;
  • Escute seus funcionários! Para ter colaboradores satisfeitos é importante que eles sejam ouvidos, expressando suas necessidades e objetivos;
  • Converse de forma clara e direta. Mostre os resultados e peça opinião para melhorar a produtividade;
  • Recompense os bons funcionários, ofereça um bônus de acordo com o desempenho de cada um ou dê folgas ao atingir algum objetivo;
  • Promova a interação entre os membros da equipe. Invista em comemorações de aniversário e passeios;
  • Defina metas reais para gerar comprometimento;
  • Tire os funcionários da zona de conforto. Sempre que possível, desafio-os com novas demandas;
  • Invista em estratégias de comunicação adequadas. É a melhor maneira de evitar o famoso “telefone sem fio”, evitar dúvidas e aproximar o colaborador da missão da empresa.
  • Pouco a pouco, os líderes vão conhecendo melhor a sua equipe e sabendo como agir em cada caso. O importante é não desanimar e ter o diálogo como a principal ferramenta para afastar a desmotivação.

E você, já passou por alguma situação parecida? A informações foram úteis? Compartilhe sua história nos comentários.

Como aumentar o lucro da minha empresa ?

Existem basicamente duas formas de aumentar o lucro de uma empresa: aumentar a receita e/ou reduzir despesas.

O caminho mais rápido para aumentar a receita é investir em propaganda e em sua equipe de vendas. A internet transformou a forma que as pessoas encontram produtos e serviços, e não existe um tipo de propaganda que funciona para todos os tipos de negócio. Como as possibilidades são inúmeras e muitos não dispõe de capital para investir, eu deixarei esse assunto para um outro artigo e focarei na redução de despesas.

Para reduzir suas despesas você terá que responder uma pergunta simples: você sabe onde o seu dinheiro vai embora?

Alguns ‘vazamentos’ são óbvios: energia, papelaria, impressão etc. Mas por incrível que pareça, as oportunidades reais não estão aí (não estou dizendo que elas não são importantes, e sim que há vazamentos maiores que muitos não estão conscientes).

Você sabe quanto dinheiro você perde com…
… desorganização em compras e controle de fornecedores?
… desperdício, retrabalho e devolução de produtos?
… turnover e produtividade dos funcionários?
… falta de cumprimento de prazos?
… clima organizacional ruim?
… falhas de comunicação interna?
… falta de controle de manutenção de equipamentos?

Se você consegue imaginar seu dinheiro indo embora, mas não consegue mensurar, significa que você ainda não faz gestão por indicadores e tem mais um problema para resolver.

É por isso que investir na ISO 9001 é o melhor investimento que você pode fazer para aumentar o lucro da sua empresa.

Resumindo
Seu dinheiro está indo embora e você ainda não sabe onde, e isso é muito ruim.

A boa notícia é que a ISO 9001 nunca foi tão acessível e fácil de aplicar quanto hoje em dia e, se conduzida da forma correta, o ajudará a identificar e sanar as falhas nos seus processos que acabam com o seu lucro.

PBQP-H: economizar na implementação pode sair caro

Como as PMEs podem usar a comunicação interna para atrair e reter talentos

Uma das grandes preocupações das empresas de todos os portes e em todos os segmentos é a atração de profissionais qualificados, bem como a retenção destes talentos. Quando olhamos para as pequenas e médias (PMEs), a preocupação se torna ainda maior devido aos altos custos com encargos trabalhistas no Brasil.

Ao mesmo tempo, vivemos um período de boas taxas de emprego no país e nos deparamos com a chegada de um grande número de jovens ao mercado de trabalho. O choque geracional aliado às mudanças tecnológicas mostra-se como um desafio para as empresas quando o assunto é gestão de pessoas.

A Geração Y e o propósito

Muito se tem falado dos jovens que chegaram ao mercado de trabalho nos últimos anos. Eles estão na faixa dos 20 aos 30 anos, nasceram no início dos anos 1990 e fazem parte da famosa Geração Y. Um estudo da consultoria YCoach demonstrou que as emoções têm atrapalhado estes jovens, eles se sentem pressionados a ter sucesso profissional ao mesmo tempo em que não têm muita clareza de seus objetivos.

Estes jovens analisam não apenas a remuneração na hora de buscar um trabalho. Nós sabemos, o que faz de uma empresa um bom lugar para se trabalhar não é apenas o salário pago. As pessoas precisam se sentir motivadas, engajadas com um negócio com propósito bem definido, com boa reputação e ambiente agradável.

O diálogo como elo de ligação entre a empresa e seus colaboradores

A boa notícia é que é possível fazer isso sem gastar muito dinheiro. A chave é o diálogo da empresa com seus colaboradores – comunicação de mão dupla; falar e ouvir. Foi-se o tempo em que os profissionais se contentavam em apenas ler um comunicado, sem poder expressar suas opiniões ou colaborar com as decisões.

Um bom plano de comunicação interna deve incluir táticas e ações para a retenção dos talentos. Para tal, é preciso envolver as lideranças, convencê-las de que uma gestão transparente e com abertura para o diálogo é fundamental para a satisfação das pessoas, bem como o poder do feedback para medir o clima organizacional.

Alinhamento do discurso

É muito frustrante para um colaborador quando ele fica sabendo sobre as conquistas ou decisões da empresa por meio de boatos. Também é pouco envolvente trabalhar em uma empresa onde os objetivos não estão claros, onde cada equipe, cada líder, cada colaborador tem um discurso, uma visão corporativa.

A comunicação interna quando trabalhada de maneira eficiente ajuda na unificação do discurso, fazendo com que todos falem a mesma língua; saibam para onde estão caminhando.

E o alinhamento do discurso faz com que os próprios colaboradores disseminem a imagem de empregadora da empresa para seus amigos e conhecidos, gerando indicações para preenchimento de vagas.

Dicas para envolver os colaboradores e atrair novos talentos por meio da comunicação interna:

  • promova uma apresentação de boas-vindas aos novos colaboradores, apresentando missão, visão e valores;
  • faça com que todos conheçam o organograma da empresa;
  • estabeleça a cultura do diálogo;
  • tenha uma gestão transparente e de valorização da opinião das pessoas de todos os níveis hierárquicos;
  • ofereça meios de comunicação (intranet, murais de recados, comunicados por e-mail, publicações internas);
  • promova eventos para disseminação de objetivos e comemoração de resultados;
  • convença as lideranças da importância da comunicação interna.

Sua empresa tem uma boa comunicação interna? Ela gera resultados em relação à atração e retenção de talentos? Deixe seu comentário!

O que o construtor precisa saber sobre o PBQP-H

6 dicas para formar equipes de alto desempenho

Existem equipes competentes, que fazem entregas dentro do esperado, e existem equipes de alto desempenho. Estas últimas surpreendem, pois atuam com paixão, vão além do que se espera delas. Uma equipe de alto desempenho é o sonho de todo gestor. Mas, como formar equipes de alto desempenho?

A seguir, veja 6 dicas para formar equipes fora do padrão, de alto desempenho:

1 – Escolha as melhores pessoas

Os melhores membros da sua equipe não são aqueles que detém conhecimento técnico. Os melhores profissionais são aqueles que se envolvem com o propósito e gostam de desafios.

Você precisa equilibrar a contratação de profissionais experientes e com conhecimento técnico, com pessoas que estão muito interessadas em aprender e realizar coisas grandes. A mescla de especialistas com profissionais mais juniors pode ser uma boa escolha.

2 – Desperte a paixão

Uma equipe de alto desempenho só existe quando os membros são apaixonados pelo que fazem. Como conseguir isso? Há algumas atitudes de liderança que podem ajudar:

  • mostre o objetivo e engaje o grupo, faça-o acreditar no propósito e lutar para alcançá-lo;
  • estabeleça metas que as pessoas acreditem ser grandiosas, atingíveis e desafiadoras;
  • estabeleça estratégias para todas as missões e mostre-as para todos os membros. Lembre-se: missões sem estratégias são apenas aventuras, não têm alma!

3 – Estabeleça condições de autonomia e responsabilidade

A criação de equipes de alta performance deve estar sempre alinhada à gestão estratégica da empresa. Em outras palavras: a empresa deve estar preparada para fornecer autonomia e responsabilidade aos membros das equipes.

Crie mecanismos e tenha atitudes que demonstrem aos membros da sua equipe que as ideias e a colaboração são fundamentais. Como líder, não reprima as falhas, fale em lições aprendidas, evite que os profissionais tenham medo de se arriscar.

4 – Seja um líder inspirador

Liderança é inspiração, é exemplo, é facilitação. Para ser um líder inspirador é preciso fazer o seu melhor e conseguir que as pessoas deem o seu melhor. Saber ouvir, aceitar sugestões, delegar com simpatia e real interesse no envolvimento também são atributos dos líderes inspiradores.

Um líder inspirador consegue manter sua equipe em constante motivação sem sobrecarregar, sem fazer cobranças desnecessárias, dando autonomia e confiando na maneira das pessoas realizarem suas atividades. A palavre é inteligência emocional!

5 – Invista em comunicação interna

Todos precisam saber para onde vão, como podem chegar lá e estar em constante ciência de qual altura do caminho estão percorrendo. Então, a comunicação interna é fundamental.

Estabeleça uma comunicação periódica pessoal, por meio de reuniões presenciais ou à distância – utilize a tecnologia a seu favor (WhatsApp, Hangout, conference calls etc) – e mantenha meios como a intranet, murais de recados, SMS e etc.

6 – Construa uma identidade de equipe

Pense nos esportes. Os times de futebol têm um nome, uma identidade visual, um mascote. Simbolicamente ou literalmente, é possível criar esta identidade na sua equipe. Isso a tornará mais forte e motivada. Tem a ver com a forma como você lidera, com a liberdade que você dá para que todos os membros apresentem ideias e tomem atitudes para alcançar os objetivos, mas também tem a ver com os rituais do dia a dia.

De acordo com o seu ramo de atuação e o perfil dos profissionais que atuam na sua equipe, estabeleça costumes como reuniões fora do horário de trabalho, comemorações de aniversários e de cumprimentos de metas etc. Torne estes costumes rotineiros, estabelecendo a cumplicidade entre as pessoas.

Conclusão

O desenvolvimento de uma equipe de alto desempenho é, em grande parte, responsabilidade dos líderes. Não é algo que emerge do dia para a noite, porém com algumas atitudes de liderança, com as escolhas certas e com estímulos é perfeitamente viável.

Sua equipe apresenta alto desempenho? Você tem mais alguma dúvida ou gostaria de deixar mais alguma dica? Deixe-nos seu comentário!

Quanto custa a desorganização da sua obra?